Papa Francisco chega à Bulgária, qual mensageiro da paz

A Bulgária acolhe o Papa com alegria qual mensageiro da paz e do diálogo. A cerimônia de boas-vindas, na capital Sófia, situada na parte ocidental do país, tem lugar no Palácio Presidencial, antes da visita de cortesia ao chefe de Estado, Rumem Radev, e do encontro com as autoridades, com a sociedade civil e com o corpo diplomático

Cidade do Vaticano

O Papa Francisco já se encontra em terras búlgaras. Após menos de duas horas de voo, o avião papal, um A321 da Alitalia, aterrisou no aeroporto de Sófia, a capital, às 9h50 locais (3h50 de Brasília). Ainda a bordo da aeronave, o Santo Padre recebeu saudação do chefe do protocolo e do núncio apostólico na Bulgária, Dom Anselmo Guido Pecorari.

Ouça e compartilhe!

Ao descer da aeronave, o aperto de mão com o primeiro-ministro de República da Bulgária, Boyko Borisov,. Em seguida, quatro crianças em vestes tradicionais ofereceram flores ao Pontífice, dando-lhe as boas-vindas ao país das rosas. Acompanhado pelo primeiro-ministro e ladeado por duas fileiras da guarda de honra, o Papa seguiu até o salão governamental do aeroporto de Sófia (Sala Vip) para um primeiro breve colóquio privado com Borisov, transferindo-se em seguida de automóvel fechado para o Palácio Presidencial, a quase 10Km, para a cerimônia de boas-vindas.

Domingo do Papa em terras búlgaras

A Bulgária, terra de encontro e de respeito pelas diversidades, acolhe o Papa com alegria qual mensageiro da paz e do diálogo. A cerimônia de boas-vindas, na capital Sófia, situada na parte ocidental do país, tem lugar no Palácio Presidencial, antes da visita de cortesia ao chefe de Estado, Rumem Radev, e do encontro com as autoridades, com a sociedade civil e com o corpo diplomático, às 11h30 locais (5h30 de Brasília), na Praça Atanas Burov.

A manhã do Papa em terras búlgaras é marcada pela visita ao Santo Sínodo e ao Metropolita de Sófia e Patriarca de toda a Bulgária Neofit, guia da autocéfala Igreja ortodoxa desde 2013.

Como fez João Paulo II, na visita de maio de 2002, o Santo Padre visita em seguida a catedral patriarcal de São Alexander Nevsky, para uma oração de forma privada diante do trono dos Santos Cirilo e Metódio. Antes de transferir-se para a Nunciatura Apostólica, a recitação do Regina Coeli na Praça São Alexander Nevsky.

As atividades do dia, III domingo da Páscoa, se concluem com a celebração da santa missa na Praça Knyaz Alexandar I, às 16h45 locais, oficiada em italiano e búlgaro.

Segunda-feira de Francisco na Bulgária

Na segunda-feira (06/05), particularmente, o abraço aos refugiados. Antes de transferir-se à cidade búlgara de Rakovsky, o Papa Francisco visitará às 8h30 locais, o campo de Vrazhdebna, aberto em 2013, no antigo prédio de uma ex-escola de periferia de Sófia.

Trata-se de um dos três centros para os refugiados da capital búlgara, junto com os campos de Ovcha Kupel e de Voenna Rampa. Francisco será acolhido pelo diretor do centro e pelo diretor da Caritas e encontrará cerca de 50 pessoas, inclusive crianças.

As crianças de Rakovsky, um belo grupo de 242 crianças, serão protagonistas da missa com a primeira comunhão que o Papa celebrará na igreja do Sagrado Coração. Na cidade da Alta Trácia, após o almoço com os bispos búlgaros, o Pontífice encontrará, às 15h30 locais, a comunidade católica na igreja de São Miguel Arcanjo.

A segunda-feira se concluirá com o esperado encontro pela paz, às 15h15 locais, presidido pelo Santo Padre na presença dos expoentes das várias confissões religiosas na Bulgária. O encontro terá lugar em Sófia, na Praça Nezavisimost.

Terça-feira, última etapa desta viagem, a Macedônia do Norte

Com uma forte mensagem pela convivência pacífica e o respeito por toda criatura, o Santo Padre deixará a Bulgária na manhã de terça-feira (07/05), para ir à Macedônia do Norte, segunda e última etapa desta sua 29ª viagem apostólica internacional.

Fonte:VATICAN NEWS

Postagem:PASCOM Diocesana